segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
Tratamento com laser melhora saúde intima e vida sexual da mulher

Aincorporação do laser à ginecologia tem promovido vários benefícios à saúdefeminina, especialmente na menopausa.


Bastante usadoem várias áreas da medicina, o laser tem apresentado avanços importantes naginecologia, especialmente na saúde intima da mulher. O laser é indicado paratratamentos de lesões causadas pelo HPV  (Papiloma Vírus Humano), melhorado tônus da musculatura genital, incontinência urinária, atrofia vulvovaginal,ressecamento vaginal, clareamento de lesões, dentre outras indicações. Consideradoprocedimento minimamente invasivo, o método é seguro, indolor, não requerinternação nem anestesia e pode ser feito no próprio consultório doginecologista. “O tratamento é individualizado e o número de sessões de laservaria entre 2 a 4 sessões a depender da indicação, do grau da lesão a sertratada e do tipo de aparelho usado,” esclarece o ginecologista Jorge Valente,diretor médico do CEPARH (Centro de Pesquisa e Assistência em ReproduçãoHumana),

“Ostratamentos com laser podem trazer vários benefícios para a mulher na menopausae são uma alternativa importante para as mulheres que não podem fazer reposiçãohormonal, por exemplo aquelas que têm risco aumentado para neoplasias”,esclarece o médico Jorge Valente. O médico lembra que ao melhorar o tônus daregião genital, promover a lubrificação vaginal e reduzir sintomas da atrofiavaginal e da incontinência urinária, o laser consegue melhorar a função sexualque pode ficar bastante comprometida durante a menopausa. “A terapia a laserpode fazer a diferença para a qualidade de vida, saúde, autoconfiança e vidasexual da mulher”, destaca o especialista.

Um sintomacomum na pós-menopausa é a atrofia vaginal, que causa muito desconforto, dor eirritação durante as relações sexuais. A atrofia é resultado da falta deprodução de estrogênio, que, por sua vez, causa secura e inflamação nas paredesda vagina. A atrofia também pode acontecer durante a amamentação ou em outrassituações quando a produção de estrogênio fica reduzida. “O laser estimula as camadasmais profundas da vagina e aumenta a produção de estrogênio local, recuperandoa espessura da parede da vagina e da vulva”, explica Jorge Valente.

A terapia alaser – de forma isolada ou combinada com medicamentos tópicos - também é umaalternativa para tratamento de ressecamento vaginal, que pode ocorrer em funçãode distúrbios da tireoide, menopausa ou em mulheres que amamentam.  

Outraindicação importante do laser é a incontinência urinária leve ou moderada.

Estéticaintima

Além dosinúmeros benefícios à saúde intima da mulher, o laser também tem indicaçõesestéticas. Assim como todo o organismo, a região genital feminina também sofreos efeitos do tempo e das alterações por que passa em função de mudançashormonais, variações do peso corporal, gravidez, parto e menopausa. O laser éindicado para o rejuvenescimento vaginal, uma vez que sua ação, além depromover o espessamento da mucosa vaginal, ainda estimula a produção decolágeno e elastina. 

Outraindicação estética do laser é o clareamento da região da virilha em mulheresque ficam com essa área escurecida depois do parto ou por causa da depilação acera. 

Autor: ASCOM
Publicação vista 357 vezes

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
Tratamento com laser melhora saúde intima e vida sexual da mulher
sexta-feira, 26 de outubro de 2018
Perda da libido feminina pode ser atribuída a vários fatores
terça-feira, 28 de agosto de 2018
Fatores físicos e emocionais podem afetar ciclo menstrual
principal o profissional notícias
eventos patologias artigos
imprensa dicas de saúde contatos

*Para retirar seu nome da lista basta digitá-lo novamente acima.
Copyright 2011 © Jorge de Aguiar Valente Filho - CRM 13476