quinta-feira, 7 de abril de 2011
Miomas

- O que é?

Miomas são tumorações benignas do útero, que podem variar quanto à localização e tamanho. Hoje esta patologia é responsável por 40% das consultas ginecológicas.

- Sintomas e grupos de risco:

Os miomas podem causar sangramentos, aumento do volume do abdômen, dor pélvica e infertilidade, e como a incidência da doença em mulheres em idade reprodutiva é alta, isso se torna uma grande preocupação para quem deseja ser mãe. Eles são mais incidentes na população negra, pois cerca de 40% dos casos ocorrem nas mulheres desta raça. Mulheres que tem mães ou tias que apresentaram a doença têm maior risco de desenvolver miomas.

- Tratamentos:

Hoje existem técnicas avançadas de tratamento, que preservam a fertilidade das pacientes. Ter mioma não significa precisar retirar o útero, mas é necessária uma avaliação minunciosa levando em conta fatores como o desejo reprodutivo das pacientes, volume de sangramento, número e localização dos miomas, volume uterino e idade. O tratamento para a patologia pode ser hormonal, cirurgia para retirada apenas do mioma, cirurgia para retira do útero, embolização ou, em alguns casos, a associação de mais de uma dessas técnicas. Os tratamentos hormonais, que bloqueiam a menstruação, impedem o crescimento e aparecimento de novos nódulos e acabam com o sangramento excessivo, mas não funcionam em miomas muito grandes e de componente submucoso. Na embolização, técnica não cirúrgica e que preserva o útero da paciente, pequenas esferas são introduzidas através de um vaso sanguíneo da perna até a circulação do mioma, causando necrose da tumoração. No caso da cirurgia, os métodos utilizados podem ser variados, como laparotomia, laparoscopia, histerocopia e histerectomia. No caso da histerectomia, a via vaginal é a que tem melhores resultados, por gerar menos dor e oferecer menor risco de infecção, com menos tempo de internamento e retorno precoce as atividades.

 

- Prevenção:

As mulheres devem fazer acompanhamento período com seus ginecologistas, e informar sempre qualquer ocorrência de sangramentos ou dor. Os miomas tem um componente genético, ou seja, caráter hereditário. Desta forma, mulheres que tem mãe ou tias que apresentaram miomas uterinos devem ser rastreadas pelo risco aumentado de também terem a patologia.

Autor: ASCOM Jorge Valente
Publicação vista 4104 vezes

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
Tratamento com laser melhora saúde intima e vida sexual da mulher
sexta-feira, 26 de outubro de 2018
Perda da libido feminina pode ser atribuída a vários fatores
terça-feira, 28 de agosto de 2018
Fatores físicos e emocionais podem afetar ciclo menstrual
principal o profissional notícias
eventos patologias artigos
imprensa dicas de saúde contatos

*Para retirar seu nome da lista basta digitá-lo novamente acima.
Copyright 2011 © Jorge de Aguiar Valente Filho - CRM 13476